Animais e Direito

29/11/2015 19:46

O Observatório de Justiça Ecológica (OJE) e o Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) convidam para o I Congresso Internacional Interdisciplinar de Direitos Animais: A questão da experimentação e II Encontro Catarinense de Direitos Animais, nos dias 7 e 8 de dezembro, no campus de Florianópolis da UFSC. O evento vai contar com a participação de pesquisadores e professores de renome na área, como as convidadas internacionais Martha Nussbaum (Universidade de Chicago, EUA) e Marie-Pierre Camproux (Universidade de Strasbourg, França).

As inscrições são gratuitas, e o prazo para submissão de trabalhos científicos foi prorrogado para 1º de dezembro.
 
A programação completa está disponível no site do projeto Mais Ciência, clicando aqui
 
Mais informações pelo email:
O edital para submissão de artigos está disponível clicando aqui
Confira a programação preliminar do evento clicando aqui
direitos animais

Seminário sobre alternativas ao uso de animais em pesquisas será transmitido ao vivo

11/09/2015 13:05

11 de setembro de 2015

Ocorre, nesta quarta-feira (16/09), no auditório da Anvisa, o Seminário Sobre Internalização de Métodos Alternativos ao Uso de Animais. O evento poderá ser acompanhado, ao vivo, entre 8h e 17h30, pelo link:http://datasus.saude.gov.br/emtemporeal (somente Internet Explorer).

 

Este seminário tem como objetivo apresentar aos técnicos e aos gestores do setor regulado e demais interessados a situação dos métodos alternativos ao uso de animais. O intuito é esclarecer as vantagens e as limitações destes testes ‘’in vitro’’, ‘’in chemico’’ e ‘’in silico’’ nas petições de registro e de anuência em ensaios clínicos submetidos à Agência.

Reconhecimento

O Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea) define, por meio da Resolução Normativa nº 17, de 3 de julho de 2014, o reconhecimento de métodos alternativos ao uso de animais em atividades de pesquisa no Brasil.

A internalização desses métodos, de forma consciente e embasada em conhecimento técnico-científico, proporcionará uma melhor compreensão da legislação em vigor e, assim, contribuirá para minimização do uso de animais.